terça-feira, 1 de março de 2005

Já nem tem dias

O dia está cinzento, frio e vazio...
Tal como os românticos, direi que esta natureza reflecte a minha própria natureza.
Mas se fosse só isso, não vinha mal ao mundo! Todos temos esses momentos.
Mas parece-me que este vazio, este frio e este cinzento se alastram a muitos que olhamos para os dias que resultam dos dias e sentimos que não há ponto de partida para um sentir diferente.
As parangonas fazem-se do futebol sem histórias. Todos jogaram mal ou bem, mas todos jogaram "igual". Tão igual, tão igual que os três grandes ficaram mais uma vez os três em primeiro lugar!!! Fizeram o que tinham de fazer. Até o puto marcou o penalty, que tinha de marcar. Se tivesse falhado ainda havia história!!!
Contudo, começa um novo mês. E sabem como somos especialistas a depositar resmas de esperança em cada recomeço!!!
Além disso, este mês novo traz uma nova condição de tempo atmosférico no calendário.
Vai começar a Primavera. Faltam só vinte dias, e um número exacto de horas, minutos e segundos para ela chegar, graças ao movimentos dos astros.
Pelo menos esses movem-se e cumprem a sua função!
Nós estamos todos atracados à ferrugem eterna de um cais que já não é!
atracados

3 comentários:

L. disse...

O dia não está cinzento, para estes lados. Pelo contrário, está um sol luminoso.

Cinda disse...

Entendo-te tão bem, minha querida! Resta-nos esperar por alguma mudança que nos anime os dias; eu estou a trabalhar na minha...Uma beijoca e tatá...a gente encontra-se na matinée do Scala :))

Anónimo disse...

Devagarinho, Madalena, o sol há-de voltar a aquecer(te), porque o mereces! _ beijo, IO.