quarta-feira, 27 de abril de 2005

ba da ba da da da da da da

Quem pode esquecer o clássico "Un homme une femme", Anouk Aimée, Jean-Louis Trintignant, badabadadadadadada também inesquecível e um realizador como Claude Lelouch?

Anouk Aimée completa hoje setenta e três anos.
"A Cannes, je n'ai jamais vu depuis un accueil pareil. C'était le délire dans la salle. Aux États Unis, c'était inimaginable. Le film a été couvert de récompenses : quatre nominations aux Oscars (meilleur film étranger, meilleur scénario, meilleure musique et meilleure interprète féminine)."
Estas são palavras de contentamento da actriz que reflectem o sucesso do filme no seu tempo e, provavelmente,sempre.

Pelo menos este som é eterno...
Cést une belle histoire!

8 comentários:

Anónimo disse...

Ternura & nostalgia, este filme, hoje!, e o 'moço' tinha uma pinta!!!, beijo contente de os voltar a sentir, IO.

eduardo disse...

É, sim senhora.
E gostei imenso de recordar.
Aliás, fico sempre grato com o que nos contas e descobres. Pena é que arredado algumas vezes não te dê a atenção que me mereces.
Mas isso vai mudar de figura, ah! pois vai...

Uma beijoka

(agora vou ao Pedro. Um amigo que não esqueço, mas a quem me falta dar uma palavrinha.)

lique disse...

Ai, que recordações! Gostei de relembrar esse filme. A música, inesquecível. Beijinhos

virna disse...

adorei. a lembrança, a música.
também andei assistindo um filme antigo por aqui: apenas um pecado, de truffaut. passam imagens de lisboa em preto e branco.
beijos

Emilia disse...

Obrigada mais uma vez pelas "ternuras" que aqui encontro.
Um beijinho,
Emília.

Mitsou disse...

Ah, adorei esse filme! E a música, já estive para pô-la no blog mas só quando o texto se "casar" bem com ela. Obrigada, Madalena, por nos recordares estes momentos bonitos nas homenagens que lhes prestas. Beijo grande.
(Amanhã dou uma saltada aos netescritores :)que agora, 23.22, já é um bocadinho tarde)

Águas de Março disse...

Então não é!...
"Encore une fois, ba da ba da,
fois, ba da ba da
entre ses bras, ba da ba da
bras, ba da ba da
Comme une chance, comme un espoir..."
Não foi esse filme que teve uma continuacão 20 anos depois, com os mesmos actores? Acho que sim..
Beijinho, Madalena. Vou mandar mail logo que possa!

Carlos Barros disse...

gostei de passar por aqui gostei do que li..mas desculpa a minha ignorancia, não conheço o filme...
é só para dizer que passei...desculpa