sexta-feira, 20 de maio de 2005

You're in the movies, Inc said!

Lembram-se da Gente Gira? Ainda é do tempo em que eu ia ao cinema e não se comiam pipocas...
Pois, se bem me lembro o título em inglês era You're in the movies.
Mal comparado, foi o que fez o Inc à sua amiga Madalena, eu mesma coitadinha de mim, que já tinha avisado que eu é mais home cinema! Com o argumento incontornável de que os amigos são para as ocasiões!
Mas ele merece. E eu respondo!
no chora cinema

1. Qual o último filme que viste no cinema?
Só digo se prometerem não gozar...
"Alguém Tem Que Ceder" com Jack Nicholson e Diane Keaton, há um ano, depois de muito tempo sem ir ao cinema.

Esta madrugada revi Midnight Lace no Hollywood... Lembrava-me vagamente do filme, provavelmente do mesmo canal!


2. Qual a tua sessão preferida?
Nenhuma.O filme é que vale ou não a minha ida e isso é às horas que me der mais jeito. Em casa vejo filmes a qualquer hora e se ligo para um canal e está a dar um filme que me interessa mais do que cinco minutos seguidos, já não “despego”. Mas eu sou daquelas que adoram ver filmes em casa....


3. Qual o primeiro filme que te fascinou?
Depois dos Cantinflas todos, a sério, a sério, My Fair Lady.
Desde o rigor das lições aos ambientes londrinos, da arrogância do Mr Higgins à filosofia do Doolittle, a bondade do Pickering, os vestidos da Audrey, a capa vermelha, a paixão genuína do outro que não me lembro o nome (Here I am in the street where you live), a música, etc.

Até aí tinha visto Joselitos e Marisol (a vida é uma tômbola, twist, twist, tômbola) send me no roses, bye bye birdies, Jerry Lewis, com jeito vai, etc, etc.
Nada de especial, como podem ver.
movies
Só mais tarde, vi o Esplendor na Relva, que também me encantou!


4. Para que filme gostarias de te ver transportado(a)?

Nenhum, para dizer a verdade. Mas se fosse obrigada a isso, talvez escolhesse ir parar à Rosa Púrpura do Cairo. Assim como assim, aquilo já é isso mesmo.


5. E já agora, qual a personagem de filme que gostarias de conhecer um dia?
Primeiro: todos os bonecos da Disney que o meu pai pintou.
Depois, Superman, para me levar a voar. Mas tinha de ser com a pele do Christopher Reeve. Eu sei que ele já morreu. Mas também não vou conhecer uma ideia, não é?
Em alternativa, o Dragão Ditoso da História Interminável. Também dava para as boleias.
Também gostava de falar com os miúdos do ET e da História Interminável, com as personagens, claro.

6. E que actor(actriz)/realizador(a)/argumentista/produtor(a) gostarias de convidar para jantar?
Manuel de Oliveira, sempre dava para falar português. Além disso, mesmo fazendo filmes que eu não vejo, é, segundo me pareceu nas várias entrevistas que li ou vi, um interessantíssimo conversador, inteligente e bem humorado.
Spielberg, não podia deixar de ser.
Depois os galãs da minha geração que já não são os lindérrimos do tempo dos meus pais, mas homens muito mais parecidos com os normais, com quem nos cruzamos por aqui, pelo mundo real, com um charme discreto muito mais irresistível do que o dos top- models.
Assim, sem qualquer critério de preferência, mas apenas pela ordem que me for lembrando:
Dustin Hoffman, Al Pacino, Kevin Costner, Manuel Alegre e José Sócrates...
As senhoras, desculpem, mas ficavam em casa. Convidava as minhas amigas.
Fica até já aqui o convite!


7. A quem vou passar isto?

À Teresa, claro! (desculpa, Teresa, deixa lá o Pedagógico e a AE, AA agora, em banho- maria) e responde a mais este inqueritozito. À Chuinga, que vem de férias, fresquinha, renovada para os desafios; e à Laura Lara, como prémio de adesão à Blogosfera.

8 comentários:

espumante disse...

Ó Madalena, eu juro, prometo não gozar, mas morro de curiosidade em saber qual foi o último filme que viste em sala...
Quanto aos actores preferidos, fico à espera da filmografia do M Alegre e do Sócrates :)))

Pitucha disse...

Madalena
Eu, como te disse, tenho mau feitio e essa do charme discreta do Sócrates não posso deixar passar! Ou então é por ser mesmo muito discreta...
Enfim, cada um é como cada qual e gostos nao se discutem!
Ah! Ah! A menos que seja do da sicuta que falas!
;-)
Bom fim-de-semana!

Laura Lara disse...

Já respondi. No meu blogue.
Beijinhos

Incompetente disse...

...Ooops. That's me, again...

That's IT!
You were at the movies and behave like... a STAR!

Tal como tu, eu também sou mais virado para o home cinema, but...

Ó Madalena, coitada da Teresa, quem quer que seja, mas Pedagógico AE e AA é "dose de cavalo"... Coitadinha da senhora!!!

Beijo incompetente!

Mitsou disse...

Pois! Claro que tínhamos de ter alguns gostos comuns em matéria de cinema :) Parabéns pelas escolhas e pelos belíssimos textos em que transformaste cada uma das respostas. Beijinhos muitos, Madalena, e um óptimo fim-de-semana!

C.S.A. disse...

Madalena, ao tempo que não ouvia falar do Joselito e Marisol! E ainda Pablito Calvo e Rocío Dúrcal, meninos prodígio.
E do Cantinflas que passou há poucos anos de enxurrada e muito mal traduzido na TVI.
E fui recordar:http://www.imdb.com/name/nm0134594/

Caiê disse...

Tenho quase todos os filmes da Audrey Hepburn, cá em casa somos fãs. O apaixonado um pouco tonto era o Freddy, interpretado Pelo Jeremy Brett, o famoso Sherlock Holmes da série da BBc (muito mais tarde, claro!)

Carlos Gil disse...

Muitos dos que referes... fizeram-me sorrir de saudade. E recordei-me de outros 'daqueles tempos' em que era um mangusso ainda novo: Ivan o Terrível, Easy Rider, Laranja Mecãnica, vi milhões de filmes (sessão dupla no S.Miguel - vê 2 paga 1) com o dean Martin, gramava os policiais com o Lino Ventura, mais puto gostei do Oliver, todos os de guerra (Tora, Tora, Tora, etc), o inevitável Love Story, fiz sorrisos parvos no final do Último Tango em Paris sem perceber bem 'aquela coisa', gostei de A Filha de Ryan, adorei o '4 noites na vida dum sonhador', sempre tive medo de filmes com vampiros, estive nas bichas para ver o 'Dragão Ataca' no Scala, Bruce Lee, levei um gravador portátil para esse mesmo Scala (terá sido aí? tenho uma pequenina hesitação...) para gravar o Woodstock, gramei à brava o 'Tommy' e o Jesus Christ Superstar', o 'Harold e Maude'... nunca mais o esqueci, vi 'O cerco' com fascínio pelo novo cinema português, vou terminar senão nunca mais me calo. Bom domingo!