segunda-feira, 8 de maio de 2006

Resposta à Isabella

Como eu disse há dois posts, a carta de Abrahm Licoln anda a circular na net, como se de um documento verdadeiro se tratasse. É mais um. O outro, de que agora me lembro, cuja autoria é atribuída a Gabriel Garcia Marquez, é também um belo texto recheado de verdades que podem ser pensadas por qualquer homem bom.
Voltando à carta de Abrahm Lincoln: se algum dia ele a escreveu foi muitos anos mais tarde, pois o seu primeiro filho, Robert Todd Lincoln, só nasceu a 1 de Agosto de 1843. Nada impede que não o tenha feito, fruto de um exercício de pensamento puro e baseando-se na sua própria juventude, infância e desejos para o futuro. Mas não me parece. Alguém pegou na figura histórica e, a coberto dessa identidade, veiculou o desejo dirigido à acção dos professores.
Sobre o verdadeiro filho de Abrahm Lincoln, o único dos quatro que não sucumbiu às doenças da infância, pode ler-se aqui.
imagem daqui
Sobre a Educação, Lincoln terá expressado a sua opinião aquando do anúncio da sua primeira candidatura à carreira de homem da "política".
Foi a 9 de Março de 1932 e tinha apenas 23 anos. (Pode ler-se aqui o documento na íntegra!)
Importa salientar que no seu ideal a educação e a liberdade se fundiam num só para o projecto do futuro.
Tenho dito!!!! Um beijinho para ti, e obrigada por me teres fornecido matéria para mais um post e por me teres obrigado a partir, à procura de um conhecimento que eu não tinha. Com mais um ano de blog, fico certamente apta a concorrer aos concursos da TV!!!!!

3 comentários:

dakidali disse...

Se fores a um concurso da Tv estou lá a torcer por ti. Desta que está sempre a aprender também.
Beijinhos

IO disse...

Mas komo é bom ter quem nos faz o mimo de saciar a kuriosidade! - beijo grato & divertido, Mad!, IO. - 'bora, tomar um banho ao Guludo?

Pitucha disse...

Já nem é preciso mais um ano! Estás prontinha para qualquer concurso da TV.
Beijos