quinta-feira, 1 de junho de 2006

O Dia Mundial da Criança

Todos começamos por ser uma criança: um ser igual aos outros, mas com uns tamanhos abaixo. Os braços não são tão grandes. As pernas já não cabem no nosso corpo, mas ainda lhes falta altura para chegarmos ao ombro dos grandes.
Ser criança é uma suposição de felicidade, condição indispensável ao crescimento do corpo e do coração e até do pensamento.
Mas todos sabemos que isto não é verdade e em muitos casos, neste mundo que é nosso e onde acontecem coisas da nossa responsabilidade, há crianças para quem o sol já nasce para anunciar o trabalho, para quem o sol nasce para interromper um sonho merecido.
Ontem, véspera deste dia, o Público publicou esta foto que fala por si.

E estas palavras:
Obrigados a trabalhar
Um rapaz recolhe embalagens de plástico e outros materiais para revenda na lixeira de Stung Mean Chey, em Phnom Penh, no Cambdoja, onde a maioria das pessoas ganha cerca de um euro por dia. As crianças de famílias pobres são obrigadas a trabalhar e não vão à escola.
Foto: Mak Remissa/AP

2 comentários:

dakidali disse...

Belíssima foto, triste a história.
Beijinhos

125_azul disse...

So, so sad...