quinta-feira, 27 de julho de 2006

(...)

Sentada, ali mesmo à beirinha da água, Sofia mergulha as mãos num lago minúsculo que ora enche, ora vaza, como a maré, de um minuto para o outro. As marés sobem, o mar cresce e atormenta-se.
Naquele pequeníssimo lago, as mãos da Sofia dominam as marés.
Os mares e as marés são um mistério...
sentada
Pensar também!
“Como será ter doze ou treze anos?” pensa a Sofia, que deseja ter os tais doze ou os treze anos, pois acha essa idade já muito “avançada”. Tão avançada que as meninas até já pintam um bocadinho os olhos e usam baton. E pintam as unhas também. Quando chegar a essa idade, a Sofia também vai poder pintar os olhos e as unhas. O pai e a mãe, e até a avó que ajuda à festa, dizem que é cedo. Mas ela vai ser igual às outras, acredita com força, cerrando as mãos e os olhos com a mesma força.
Quando lhe perguntam o que é que está a pensar, a Sofia responde com outra pergunta: “O que é pensar?”. A Sofia é muito porquê isto, porquê aquilo. O quer dizer que, para lá dos caracóis loiros e difíceis de pentear, há qualquer coisa, como as rodinhas do relógio transparente.
Pensar, às vezes, faz bater mais apressado o coração. E se ele está longe dos caracóis!
todoomar
Aquela água toda, que parece não ter fim, vem refrescar-lhe a mão, tão de mansinho... E, como está a pensar, deixa a água molhar-lhe os dedos, as mãos e até o relógio.

4 comentários:

125_azul disse...

Pensar às vezes faz bater o coração depressa. Sim, Madalena, pois faz! E é tão bom como ler-te! Beijinhos

Pitucha disse...

Que texto bonito! E todos nós já fomos um pouco a Sofia...
Beijos

Teresa Leite disse...

Estou muito "seca" para poder comentar. Temnho saudades do mar, de estar sózinha a olhar o infinito, o azul, o verde, em sossego, sem barulho. Enfim o desejo é o contrste do que vou encontrar.
A leitura dos teus textos faz-me bem.
Beijinhos

Madalena disse...

Azulinha, o teu deve bater a 125!
Pitucha, todos Já brincámos às sofias...
Teresa, tinha de escolher uma Sofia, claro. Vai ser difícil esse sossego com uma família tão grande como a tua!
Beijinhos às três!