sábado, 23 de dezembro de 2006

(...)

Natal é amor.

É Natal quando há paz
Natal é alegria
Há Natal quando Jesus nasce
É Natal quando os sinos tocam
Há Natal quando o pobre tem pão
Natal não tem guerra
É Natal quando o céu está azul.

Um dos meus filhos escreveu estas verdades tão puras e inocentes sobre o Natal. Não sei já qual deles foi porque o copiei e foi essa cópia que eu guardei.
Não sabendo o que hei-de dizer sobre o Natal e achando que, apesar de tudo, a época merece palavras boas, deixo por aqui esta ideia de Natal. Este presépio foi feito pelos alunos da minha escola. Não sei quem foi a professora ou professor que orientou o trabalho dos alunos, mas gosto!

3 comentários:

Armando S. Sousa disse...

Olá Madalena,

Desejo-te um Feliz Natal, extensível a toda a tua família e amigos.

Um abraço.

Butterflly disse...

Feliz Natal, para si e toda a família! E, sim, o Natal é amor, é carinho, ternura, paz, harmonia... o Natal é sorrisos, é correrias, é um não sei quê que nos envolve com uma magia ... e o Natal é também o "olá" que se recebe, o coração mais abeto que se tem... Natal é amor, e todos os dias devia ser amor.

Carlos Gil disse...

o Natal deste ano deixou-me piegas