quinta-feira, 4 de janeiro de 2007

Voltando às goiabas...

Ou melhor: à goiabeira.
Hoje uma das goiabas era vermelha por dentro, exactamente como as da tal árvore, quase no fim do quintal, perto do muro que nos separava da casa da tia da Ana, a Dona Céu.
Mesmo, mesmo junto ao muro estavam dois enormes tanques de lavar a roupa. As mulheres da casa, a minha avó e a minha tia, lavavam, lavavam, esfregavam, pegavam na roupa molhada e carregada de sabão para cima dos "coradoros" - uma espécie de estrados baixos, com rede, onde se estendiam as peças. Aí o sol fazia o que devia fazer: branquear até à pureza desejada da roupa que preenchia as mesas e as camas, o prazer e o sonho.
O Sol, claro!
Eu nem me lembro de um único dia de chuva no quintal da minha avó. Nunca choveu no quintal da minha avó.
(E eu a fiar-me cegamente na minha memória!)
Até chegar às camas e às mesas a roupa era passada a ferro.
Era no quintal que se ateavam as brasas de um carvão muito negro que depois resplandecia em vermelhos vários. Cuidadosamente, com a ajuda de uma tenaz, as brasas eram colocadas dentro do ferro e todas as rugas desapareciam, milagrosamente, graças aos braços e aos olhos das mesmas mulheres.
O que elas trabalhavam! E havia sempre um sorriso, um gracejo, um ralhete, uma certeza de afecto profundo e eterno.
Nunca havia um lamento!(Como eu sou diferente, meu Deus! Eu não aprendi a lição!)

7 comentários:

Pitucha disse...

Tantos posts bonitos para comentar...isto é no que dão as blogoférias!
Comentarei, um dia, à volta de umas bolachinhas para acompanfar a goiabada!
Vale?
Beijos

ana pereira disse...

Que posso eu dizer?Como sempre adorei este post,não só porque de certa forma senti como que uma homenagem à minha querida tia,mas porque me fez reviver situações em tudo idênticas às que tu descreves.E como só tu sabes!Obrigada por este momento,pena é que não seja completado com o sabor duma goiaba...
Um grande beijinho

dakidali disse...

Saudades que tenho de uma boa pêra goiaba acabadinha de apanhar da árvore.
Quanto a esses ferros bem me lembro e a impressão que me faziam.
Beijinhos

125_azul disse...

O pior da goiaba é morder e ver só uma metade de minhquinha branca a torcer-se...
Saudades tuas, tamanhas. Mas ainda estou no cativeiro, à espera que o meu ovinho cresça só mais um bocadinho. Cercada de aparelhos, não posso ter nem o telemovel nem o pc ligados por muito tempo,mas prometo ir tentando dar notícias.
Maravilhoso 2007, beijinhos

Madalena disse...

Pitucha, Teresa e Azulinha: Com muito carinho seguem umas goiabas virtuais.
Ana, chegaram bem ao "Bloco Operatório"????? Espero que sim!
Beijinhos para todas!

IO disse...

PILHAS DE GOIABAS para a menina Madalena que faz hoje, dia 6, 55 anos!!!!!!!!!

Um bolo-raínha de beijos, Isabella.

ARTEMINORCA disse...

Já passa da meia noite mas só agora fui à chuinga e vi que fazias anos! Muitos parabéns pelo aniversário e por todas as histórias doces que me foram dadas aqui!
Beijinho, Lu