quinta-feira, 22 de fevereiro de 2007

Mensagem dos Porquinhos

Os Porquinhos mandam dizer, especialmente à Ana, que não sairão de Chora Que Logo Bebes, onde encontraram amigos e, sobretudo, encontraram o seu lugar.
É preciso recordar que há muito que eles estavam a viver numa fotografia, onde quase não encontravam ninguém. Entretinham-se a contar histórias, a recordar episódios da enfermaria de Nampula, onde nasceram, nas paredes da Pediatria.
Ontem estavam tristes, por causa da data: há já dois anos que o "Amigo Maior" os deixou. Explicaram-me que não se sentiam infelizes por terem ficado confiados à minha guarda, mas que a saudade também lhes dói.
E para acalmar essa saudade, apareceram ontem alguns amigos: o Dumbo, o Bambi, o Tambor, que moravam também em Nampula, em paredes vizinhas.
Foi bom terem estado juntos nesse dia especial.
Hoje regressaram, pois a viagem até aos "postos" onde guardam as respectivas memórias ainda é compridita. Logo, mais ao fim do dia, devem telefonar a dizer que chegaram bem. Os Porquinhos pediram para deixarem a foto. Pedido acedido sem delongas!
21

7 comentários:

Pitucha disse...

Lindo o post, lindas as pinturas! A sensibilidade é genética, neste caso.
Beijos

casadaponte disse...

Está uma "lindeza" este post...acompanhado da "lindeza" destas pinturas!
Beijinhos, Madalena e continua a dar muitos miminhos a esta "gente" toda!
M.Dores

ana pereira disse...

Esta "viagem" foi linda de se ler,pese embora a razão do encontro dos amiguinhos.Estão todos decerto muito orgulhosos da nova dona,que nos vai presenteando com a ternura e sensibilidade sempre presentes nas suas palavras.Obrigada Madalena.
Um grande beijinho

IO disse...

Karaças, então e o comentário que deixei anteontem, no post dos porkinhos, não o vejo!?, dizia que gostava mais da entrada do blog assim, mais leve.

Um beijo grande para ti, Madalena, IO.

dakidali disse...

Já não se fazem bonecos animados como antigamente, solidários, amigos, meigos e bons.. Bom fim de semana.
Beijinhos

Luísa Hingá disse...

Se bem entendi faz anos que o teu Pai te deixou e devia ser uma pessoa especial, porque a filha também o é.
Um abraço do tamanho do mundo.
O meu deixou-me ainda adolescente, mas ficaram as saudades.

Luísa Hingá disse...

Madalena a IO tem razão, desapareceram alguns comentários. naquele que é "só" meu eu agradeci-te e informava que to ia copiar para o Blogueios.
Beijinhos