quarta-feira, 11 de agosto de 2004

Os cinco e as nossas vidas


Enid Blyton nasceu no fim do século dezanove, a 11 de Agosto de 1897, em Londres.
“Ela era uma criança, pensava como uma criança e escrevia como uma criança.” Um psicólogo, Michael Woods, concluía ser este o segredo do sucesso dos livros de Enid Blyton. Como qualquer criança, Enid Blyton conhecia o poder da fantasia. Ao longo de várias gerações e durante uma grande parte do século vinte, os seus livros contribuíram para um imaginário colectivo de fantasia, onde as forças do bem protagonizavam a vida.
Graças à sua escrita muitos têm ainda hoje a paixão da leitura.
Foi um começo feliz!

3 comentários:

titas disse...

Foi o nosso começo... Por muitos anos guardei os livros. Foi com desgosto que me desfiz deles... mas já não havia mais espaço nesta casa de 7 divisões....

Bem escolhida a loira Fay.
E olha, Mada, tu aprendes porque és inteligente. (Vê lá se eu aprendo ... nem me esforço...)

Anónimo disse...

Inteligente és tu que não te esforças Titas!!!!
Não é verdade que os maus alunos trazem quase sempre na "mochila" uma inteligência acima da média?!
São os deliciosos cábulas! Aqueles que, não sendo os melhores em Matemática, são os melhores nas celebrações da centésima lição!
Então e eu não sei?!!!!

eduardo disse...

Ainda me lembro sim senhora. Depois vieram mais sete. :)