segunda-feira, 7 de março de 2005

Cromo, precisamos de ti!

Precisamos de ti para continuarmos a viver os dias cinzentos das crises económicas e das crises políticas!
Com o teu jeito de nos fazer rir de nós próprios, se calhar não sabes, mas alimentas a esperança que é um combustível que se extrai do humor.
E tu és o humor!
Zé-Zé és uma ganda melga e tens de vencer esta alhada do destino, da vida ou lá o que é!
Espero por ti, às quartas feiras, como sempre!

Vamos lá mudar o mundo, Zé-zé!

3 comentários:

eduardo disse...

Vais desculpar-me a grosseria e a má-educação, mas há coisas que sucedem na vida que só me apetece dizer; "Merda p'ra isto tudo!"

A esperança de que amanhã o dia será melhor é o que me consegue suster.

Um beijo, amiga.

Anónimo disse...

Para dar a meus irmãos
A parte que lhe cabia
Meti as mãos
Na arca vazia.

Senti pó nos dedos.Fria,
Retirei a mão sem nada.
Se a vida já fora dada,
Que mais,para dar,havia?

Nos meus dedos,
O pó,porém,reluzia.
Cinzas de antigos segredos,
Morte que ainda vivia...

Meus tesouros de algum dia,
Levai-os,ventos ligeiros!
Os meus irmãos verdadeiros
Vão encher a arca vazia.
José Régio

É,às quartas o José Pedro ajuda a encher muitas "arcas vazias"...Também o espero.
ana

titas disse...

Desabafando como o Edu, deixo-te a rosa que te vim trazer e
//(º_º)\\ um beijo da titas