terça-feira, 19 de abril de 2005

Rio: de margem a margem

lados de lisboa
O barco é outra travessia possível deste rio que tanto nos une como nos separa, fazendo jus à dicotomia inerente à realidade de um rio.
A vista que, do barco, a nossa vista alcança é deslumbrante. Mais deslumbrante do que a que consegui registar com a minha cyber-shot, com os braços de fora da janela, através de uma fresta mínima...
O que dá para perceber é que o rio não estavo calmo e o barco baloiçava muito.
Mas eu gosto do baloiçar do barco!
lisboa do rio

2 comentários:

C.S.A. disse...

Gostei de ver que Lisboa ainda é uma cidade encantada vista do mar. Já morei do lado de lá, vivendo agora do lado de cá. Mas continua a ser um gosto fazer aquele percurso (com calma e tranquilidade).

C.S.A. disse...

Claro que não é do mar, é do rio, mas como os dois se interpenetram e os longes lembram sempre o mar...!