quarta-feira, 4 de maio de 2005

Dia da Cortesia ao Volante


Todos conhecemos os números da sinistralidade.
Vale a pena aderir todos os dias a esta ideia!
Clique na imagem para saber mais.

3 comentários:

Incompetente disse...

De facto...

Porém, e tendo em conta a conduta do condutor-padrão que connosco se cruza, ao qual, por sistema, fazemos questão de “saudar” com o indicador e o anelar dobrados, mas com o médio erecto, (Homem/Macho/Bruto), já estou mesmo a ver...

Ele para elas: "Ó boazona... Passa lá meu Ferrari F40! Ah, jeitosa! já fizeste a Inspecção Periódica...? (Entre dentes) Perua, compraste a carta no Toys “R” Us. Mulher ao volante, perigo constate..."

Ele para eles: (Com um sorriso rasgado no rosto)Vá lá, anormal! Passa, minha besta, que eu chego-me mais um bocadinho, ribanceira abaixo, ranhoso. Mas não abuses, Fitipaldi de trazer por casa, pois atravesso-te o Datsun à frente, saco-te da lata sem abrir a porta e dou-te um enxerto de porrada, que não há fábrica de próteses que te reconstrua...


Um grande abraço incompetente

Madalena disse...

Sempre com um humor que apetece!
Obrigada! Um beijinho para ti

Teresa disse...

É um facto que não temos o mínimo de civismo, nem as elevadas coimas resolvem o problema dos acidentes.
Por mim, não lhes aplicava uma multa pecuniária, nunca mais conduziam e prontossssssssssssss.
Será que na entrada de uma estrada movimentada as "pessoas" não entendem que se deixarem passar um de cada vez, o trânsito flui mais depressa? E os carros estacionados nas passadeiras? E os atafulhamentos à porta das escolas?
Ninguém vê ou não quer ver.
Temos mesmo que tomar conta disto e vamos começar pela escola, alinhas?