terça-feira, 10 de maio de 2005

Entre dois onzes de Maio!

O Chora (como nós simplificámos) faz amanhã um ano.
São vários os balanços possíveis.
O primeiro que se impõe diz respeito ao que aconteceu na minha vida pessoal, ao longo deste ano e de que modo é que esses acontecimentos se reflectiram neste espaço.
Não vou maçar quem me lê com outros balanços. Este é suficiente para encher as linhas que conseguimos ler sem saturação, uma vez que ler no monitor não é exactamente a mesma coisa que ler no papel. Aqui, é muito mais cansativo e nem sempre as condições de concentração na leitura são boas.
( Este é um problema que o blog levanta: quem é que eu consegue ler extensíssimos textos, por muito interessantes e importantes que sejam?)
Mas entre estes dois onzes de Maio o que aconteceu de relevo na minha vida foi essencialmente ao nível dos afectos. Passei por emoções muito fortes e muito intensas e o meu blog passou a ser o filtro e o estabilizador dessas emoções.
Por isso vou continuar e não fechar como tinha pensado.
Há muitas reflexões por aí sobre o valor dos blogs, sobre as identidades escondidas ou não, etc. Não é isso que me faz ponderar, ou fez ponderar a possibilidade de acabar o blog amanhã, cumprido o ano de vida que me tinha proposto.
A verdadeira razão é ter percebido algumas irascibilidades gratuitas.
Assim não vale a pena!
Isto existe para o gozo, para a alegria, e não para as pessoas aproveitarem mais um meio para se agredirem.
Conflitos para mim só cara-a-cara e só os absolutamente incontornáveis e com causa.
Antes de avançar para o segundo ano é preciso que se note que a maternidade do blog não é apenas minha. Tem outra mãe: a Ana Sousa que se dedica à pintura a sério e à escrita a sério, também, deixando-me governar o blog a meu bel-prazer.
Obrigada!

4 comentários:

Emilia disse...

Olá Madalena:
Não vou dar os parabéns antecipados porque não gosto mas vou dá-los pela decisão tomada.
Ainda bem que posso continuar a vir aqui e a trazer cá os meus "pequenotes".
Eu gosto de blogs sem identidades escondidas.
Eu gosto de blogs que nos vão dando a conhecer gente que vale a pena conhecer.
Eu gosto de blogs que nos fazem acreditar na natureza humana.
Eu gosto do Chora-que-logo-bebes.
Um abraço,
Emília.

virna disse...

madalena,
não sei bem o que se passou contigo mas entre este maio e o último muita transfromação tem acontecido na minha vida também.
um beijo,
virna

Madalena disse...

Obrigada, Emília! Tu, sim, é que tens de continuar com os teus pequenotes.
Beijinho
Virna, quanto tempo!
O que aconteceu foi o que acontece a toda a gente: um dia a gente percebe que os mais velhos têm de partir e que temos de os ajudar a viver o melhor possível o caminho que falta.
Beijinho para ti também!
Tanto mar, Virna!

Menina_marota disse...

Todos, de uma maneira ou outra, traduzimos nos Blogs, os nossos afectos, os nossos problemas, as nossas alegrias e tristezas.

É isso que faz um blog e o torna diferente de uma outra publicação qualquer.

Espero poder para o ano, estar aqui a dar-te os Parabéns (já os dei, no Post anterior...)e a esperar que continues a dar-nos outro ano, da tua vida.

Um abraço sincero :-)