sexta-feira, 8 de julho de 2005

Ainda ontem... Londres

Há cinquenta e três anos, o eléctrico londrino, o "tram", percorria, pela última vez, as linhas das ruas da capital do Reino Unido e chegava à Estação de New Cross, às primeiras horas da manhã.
A última viagem deste eléctrico foi um acontecimento para o qual os habitantes da cidade do nevoeiro se prepararam a rigor, saudando o cansado veículo ao longo das três horas que demorou a percorrer a distância estipulada: Woolwich-New Cross.
"In the name of Londoners I say goodbye old tram!" disse um senhor importante, um Lord Lathom, enquanto outro senhor importante, o deputado John Cliff, antigo condutor de carros-eléctricos,conduzia o "1951", na viagem do adeus!

Imagem e informação daqui.
Pouco depois de ter encontrado a efeméride que me apetecia escolher, soube da tragédia que assinalou a sangue para sempre a cidade, a mesma cidade que há cinquenta e três anos dizia adeus a este tipo de transporte público, o eléctrico, que é bem capaz de ser ainda parente próximo dos nossos amarelinhos da Carris!

2 comentários:

Incompetente disse...

E viva o old tram e vivam os amarelinhos da Carris e viva o senhor Cliff e viva a Madalena!!!

Quanto à minha opinião sobre os autores da referida tragédia, não vou dizer o que penso deles porque o que eles nos merecem é total repúdio e desprezo e porque este blogue é duma senhora e as palavras que não vou dizer seriam, no mínimo, inconvenientes!

Ah! E subscrevo o post de baixo na íntegra. Para que conste!!!

Beijos... impetuosos!

IO disse...

O amarelo da Carris
já teve um avô outrora
que era o chora
foi inglês por muito ano
teve um pai americano
só é português agora.
-Ary dos Santos.

Beijo, IO.