quarta-feira, 20 de julho de 2005

Gostar de gostar

Escrevi ontem, num comentário, que gosto de gostar.
Assim que acabei de escrever esta frase, pensei no "não gostar". Será que não gostar também provoca sensações e emoções tão especificamente más, quanto o gostar provoca boas?
Claro que sim, apresso-me a responder a mim própria.
Mas eu ando mais à procura do gostar...
Mas eu encontro tanto do que não gosto!
Gosto tanto de gostar!
Gosto sobretudo de gostar de pessoas.
Mas nestes processos de gostar há tempos: tempo para ver só o lado bom e belo; tempo para descobrir a imperfeição inevitável; tempo para a entender, aceitar e diluir essa imperfeição no afecto.
Nisto de relações humanas, não há receitas, mas "gostar de pessoas" acompanha sempre bem qualquer momento da vida!
Deu-me para isto hoje, o meu último dia de trabalho!
La Palice diria que amanhã é o primeiro dia de férias!
Vou procurar nos dias de férias o que procuro nos dias de trabalho: estar perto das pessoas de quem gosto de gostar!
Então o que é que muda? Espero que mude o trabalho mesmo!

3 comentários:

C.S.A. disse...

Não vimos, de facto, com livro de instruções, mas também se assim fosse seria uma sensaboria, não achas, Madalena?
E boas férias com aqueles de quem gostas.

lilla mig disse...

É muito bom gostar, sim! Que passes umas óptimas férias, Madalena! :) Beijinhos grandes

IO disse...

Boas férias a uma pessoa que faz parte do meu gostar!!, IO.