quarta-feira, 17 de agosto de 2005

Mary Jane West

Mae West é uma beldade que vem de longe, de muito longe, de um século que já não é sequer o século passado, é o anterior, de um tempo em que o cinema não era falado e não tinha cores.
Nascida a 17 de Agosto de 1893, Mae West foi mais do que uma beldade muda e a preto e branco. Escreveu, também, quase tudo peças de teatro e guiões do seu próprio trabalho.
Muitos recordá-la-ão pela imagem trabalhada em função da evidência da sexualidade. Aliás, Mae West não escondia o seus objectivos: ela estava determinada em inquietar uma sociedade, sobretudo em termos de moralidade sexual, o que lhe custou uma passagem de oito dias pela prisão. A pena era de dez e o crime foi a peça que escreveu, levou à cena e interpretou, na Broadway: Sex.(Os dois dias de perdão deveram-se ao bom comportamento na prisão!!!)
Morreu com oitenta e sete anos, tendo percorrido muitos géneros de espectáculos, desde o vaudeville, onde começou aos cinco anos, até às séries televisivas de grande audiência como Mr. Ed. Dois anos antes de morrer,participou num filme, em que o seu regresso era anunciado como chamariz.
A vida deu-lhe humilhações e glórias. O Passeio da Fama de Hollywood regista as glórias que, de algum modo, lhe conferem a eternidade das estrelas.

imagem daqui

2 comentários:

eduardo disse...

Bom dia, Madalena.
Agora que falas no Mr. Ed, lembro-me dela. Vagamente a retenho na imagem. O cavalo absorvia toda a atenção duma criança, hehe... mas já fizeste com que fosse ler mais um bocadinho sobre ela.

Esta citação, achei o máximo:
-"Querido, você está com uma lanterna no bolso, ou isso é uma declaração de amor?" (Mae West, actriz, a alguém com quem dançava)

Beijokas

Cinda disse...

Pois, eu também pouco sabia sobre ela, além da célebre citação :) E agora, a propósito de Divas: o livro? Estou em pulgas para o comprar, linda! Beijinhos muitos.