domingo, 6 de novembro de 2005

A vida é uma caixa de chocolates...

"Life's a box of chocolates, Forrest. You never know what you're gonna get."
Ouvir esta e outras frases, observar os gestos mais ternos e mais generosos da mãe de um miúdo que tem de usar aparelho nas pernas, entre outras dificuldades, foi sem dúvida um dos momentos de cinema em que eu mais me emocionei. Senti uma ternura imensa por esta mãe, uma admiração tão grande que quase me esqueci que aquilo era "fita" e até chorei. Sally Field é a mãe desse miúdo e é ela que lhe dá a força necessária para ultrapassar todos os obstáculos.

Pensando melhor, são muitos os filmes que eu vi com Sally Field e, em muitos ela desempenha o papel de mãe, naquelas situações em que esta espécie de amor sem condições é posto à prova, com os problemas dos filhos.
(Porque os filhos nasceram para serem perfeitos e terem vidas perfeitas! Mas isso, nem nos filmes!)

Sally Field faz hoje cinquenta e nove anos!
Norma Rae deu-lhe o primeiro reconhecimento da Academia, vulgo Óscar!
Quanto a caixas de chocolates com garantia, só as que vêm de Bruxelas...

3 comentários:

IO disse...

Eu, o 'praline' e a Field, pois...acho-os medianos. Mas da menina deste blog, gosto!, vai daí, fica um beijo!, IO.

t-shelf disse...

Pois, os de Bruxelas trazem a garantia de serem comidos à velocidade da luz ;)

Pitucha disse...

A encomenda permanente está registada, Madalena! E parece que a Ti também não desdenharia de ir para a lista...
O que não faço pela minha super tia e pela minha primita favoritas!
;-)