quinta-feira, 2 de março de 2006

O sarampo da Mary Quant

Tudo começou com o sarampo, explica a própria Mary Quant, recordando a sua infância, o gosto de fazer roupas, desenhar roupas, e o tal dia em que o sarampo a impedia de sair da cama e começou a experimentar com o que tinha à mão: uma tesoura e a coberta da cama.

Mary Quant revolucionou a imagem da mulher, indo ao encontro de um desejo natural de mudança e libertação. Subiu as saias e inventou a mini-saia. Contudo o que estava em causa não era apenas os centímetros a menos. Era um todo: o look Quant implicava uma maquilhagem colorida e apetrechos com a inspiração Quant.
Os Beatles, os hippies e Mary Quant são marcas indeléveis desses "loucos" anos sessenta.
(Isto anda tudo ligado!)
Como escreveu alguém no Sunday Times, Mary Quant nasceu, tal como Dior e Chanel, no tempo certo, no lugar certo com o talento certo!

2 comentários:

espumante disse...

... e eu acrescentaria, com uma pontinha de malicia e profunda reflexão filosófica, e "muitas mulheres com as pernas certas" .
Beijinho :))

dakidali disse...

Perfeitamente de acordo.com o post e o comentário do espumante.
Beijinhos
Teresa