quarta-feira, 26 de abril de 2006

Inesquecível Guernica

Passei em Guernica e já não vi nada, porque já passaram também em Guernica muitos anos, depois do bombardeamento a 26 de Abril de 1937, assim descrito pelo Times, no dia seguinte:
"Guernica, a mais antiga cidade das províncias bascas e o centro da sua tradição cultural foi ontem completamente destruída por um ataque aéreo dos rebeldes. O bombardeamento da cidade desprotegida, situada muito atrás da linha de combate, durou exactamente três quartos de hora. Durante este lapso de tempo uma forte esquadrilha de aparelhos de origem alemã - aviões de bombardeamento Junkers e Heinkel, assim como caças Heinkel- lançou ininterruptamente bombas com 500 kilogramas, sobre a cidade. Simultaneamente aviões de caça em voo picado rasante atiravam com metralhadoras sobre a população que tinha fugido para os campos. Num curto espaço de tempo toda a cidade estava em chamas."
Era dia de feira na pequena cidade e vinham pessoas das redondezas para vender e comprar. Neste dia vieram para vender a vida e comprar o sofrimento. O número de mortos e feridos ter-se-ia diluído na História se Picasso não tivesse pegado nesta dor e não a tivesse pintado com os tons escuros da sua própria dor. A pintura "é uma arma de ataque e defesa contra o inimigo." disse Picasso.
Guernica imortalizou-se na Exposição de Paris e só regressou a Espanha, muitos anos depois da morte de Franco, condição exigida pelo próprio Picasso que assim mantém viva a consciência da guerra, mesmo quando são os pequenos. os alvos de uma fúria sangrenta e sem sentido.
esboço
O Museu do Prado prepara a comemoração da chegada de Guernica a Madrid.
Imagem e texto da notícia, da publicação Taschen, dedicada a Picasso.

5 comentários:

125_azul disse...

Já viste a Guernica do Picasso, o original? É terrível, é maravilhoso, é doloroso, é genial... no Prado está a minha pintura favorita: Las edades y la muerte.
Grata pela visita, voltarei para te ver mais vezes!

Madalena disse...

Nunca vi o original, mas tenho muitoa vontade de ver. Passei em Guernica, apenas. Obrigada 125_ azul!

dakidali disse...

Passei e deixo um beijinho.

IO disse...

Bravo 'post, Madalena!!, obrigada pelo aviso. Beijo, IO.

Madalena disse...

Teresa e Isabella, obrigada pela visita. beijinhos