sexta-feira, 2 de junho de 2006

O diário da minha ausência

Eu nunca percebi por que razão se há-de mudar de roupa, quando se chega a casa? Para quê praticar os deliciosos trabalhos caseiros em roupas velhas e feias?
Bem, mas hábitos são hábitos e razões são razões.
Aqui está uma "toilette" perfeita para inefável entrega do nosso precioso tempo ao aspirador, esse verdadeiro amigo da mulher!
aspirar Máxima
Por acaso, eu tenho um vestido muito parecido com este, que me faz lembrar os idos anos sessenta e o glamour do rock. O meu é um pouco mais aconchegado nas costas, por causa das correntes de ar. Se apanho um golpe de ar fica tudo por fazer cá em casa: ele é almoços; ele é jantares; ele é camisas para passar; ele é lençóis, fronhas, cuecas, isto é boxers, e peúgas que são mais as que não têm par do que as que têm.
É uma verdade incontestável: os pares das peúgas desaparecem. Sabe-se lá para onde?!
Esta mocinha, por acaso, tem as duas meias nos pés e até tapam o tornozelo, porque todos nós sabemos que os tornozelos são zonas de grande sensibilidade às mudanças de temperatura e a certos olhares cobiçosos ou invejosos. São bonitas, as meias. E os sapatos então são perfeitos para as limpezas: onde não chegar a vassoura ou o aspirador, chega a biqueira do sapato.
Depois deste momento alto de escrita confessional e intimista, nada mais me ocorre à mente brilhante, temporariamente "fora de serviço" ou "em manutenção".
Terei de esperar por nova lufada de inspiração. Sei lá!!!
Foto da Máxima

6 comentários:

IO disse...

Mais acrescento que se o aspirador tem que ir com a cor do vestido, já o teclar pede uma saia de tamanho e cor a konduzir com o 'post' que se pretende criar - por exemplus, o meu de hoje sobre o ministro TS pediu saia rodada em balão, kor de kaka da grossa... por isso o kontorney lol, beijo oh menina da formidável reviravolta, é assim, mesmo, gostei!!. IO.

Teresa Leite disse...

Enquanto estás em manutenção e a propósito da roupa de "serviço", venho lembrar as palavras do psicólogo que ouvimos«Por que razão as senhoras não se apresentam sempre bem, mesmo quando fazem as tarefas inerentes a uma casa e aum casal?»
Tem razão, será que eles também se despem e se apresentam como maltrapilhos para as lides domésticas? Ora vamos lá a ter brio, aspirar, limpar, cozinhar...nada de avental, cara arranjada e tudo (eu só tenho que abdicar dos saltos altos por manifesta incapacidade).
tenho uma amiga que me disse uma vez « ...eu de avental? era só o que faltava, eu também nunca o vi de avental e ele faz o mesmo que eu!»

dakidali disse...

Pois eu faço tudo e com a mesma roupa. Só também não uso é saltos altos, primeiro porque não tenho nem uso sapatos desses e depois porque se os usasse caía de certeza e lá ficava tudo também por fazer cá em casa.
Beijinhos

espumante disse...

Madalena... estou a ficar preocupado contigo. Mas não sei porquê, porque me parti a rir com o post. Só mesmo quem te conheça :))))
beijinhoa

Teresa Leite disse...

Afinal a tua ausência foi para te dedicares e bem noutro local. Parabéns pelo que escreveste. O dedo na ferida.

125_azul disse...

O post está impagável, mas olha que os comentários, venha o diabo!
Acho que esta coisa de aspiradores e saltos altos tem que se lhe diga: meio Almodovar, meio fetiche do grosso! Beijinhos, bom fim de semana