quinta-feira, 6 de julho de 2006

Porquê?

Não é de feitos nem de reinados que se fala, quando se fala em abrir o túmulo do primeiro Rei de Portugal. Trata-se de "reconstituir o perfil biológico de D. Afonso Henriques, falecido há 820 anos. Por outras palavras: como era fisicamente o primeiro rei de Portugal?"
Os historiadores não são unânimes na altura (um metro e sessenta ou um metro e setenta) e provavalmente os dois metros que alguns referem são medidos em função da tenacidade do miúdo de dezoito anos que determinou, a todo o custo, a independência de Portugal. Para isso teve até de derrotar a mãe em S. Mamede. Fez muito bem, segundo dizem os historiadores, já que ela estava feita com os interesses de outrém. O "filho" não fez senão aproveitar a vontade do povo contra a "mãe", que foi para longe mais o seu fidalgo galego, Fernando Peres de Trava.
Mas afinal, já não se abre o túmulo de D.Afonso Henriques porque o IPPAR não teve conhecimento antecipadamente!!!!
Porquê?Imagem daqui.
Quadro de Joaquim Rodrigues Braga, representando a rendição da cidade de Lisboa a D. Afonso Henriques.

3 comentários:

ARTEMINORCA disse...

Olá!
Realmente há situações!Às vezes dou por mim demasiado resmungona... mas não será preciso resmungar? Na era que nos querem tapar o sol com o choque tecnológico?!
Beijo solidário! Lu

IO disse...

Ká para mim, querem averiguar no defunto porkê que os que vieram a seguir não têm jeito para atacar, quando se trata de bola lol...

Princesa disse...

Oé Madalena...

Pois acompanhei a notícia ontem no telejornal...

Sou da opinião da Lu...devem ter achado no último momento que os restos mortais do homem não iam aguentar tamanho choque tecnológico...

Aiiiiii......

Beijos - Princesa