quarta-feira, 23 de agosto de 2006

Serviço de Catering

Cavaleiro Andante 1
A propósito do comentário que virou post, dada a sua importância temática, pediu-me a dona do blog que escrevesse umas linhas de resposta de um tema que não domina (Qual é o tema que ela não domina?), o que faço com muito gosto em jeito de resposta breve ao nosso querido amigo Espumante.
Aqui vai a primeira página do Cavaleiro Andante Nº1, saudosa revista infantil de tantas e tão boas recordações para todos os que iniciaram as suas artes de leitura e da escrita por esta época: início dos anos 50.
Gostaria de fazer duas pequenas correcções ao comentário referido, uma factual e outra subjectiva. Assim, quanto à primeira, o meu amigo Espumante misturou algumas aventuras das duas publicações referidas, Cavaleiro Andante e Mundo de Aventuras, como se tivessem sido publicadas na primeira. Por exemplo, o Luís Euripo (Big Ben Bolt) é da segunda publicação.
A subjectividade prende-se com a teoria do elitismo com a qual não concordo. Antes do Cavaleiro Andante já tinha havido O Senhor Doutor, do tempo dos meus pais, e o próprio Mundo de Aventuras que também nasceu mais cedo. O que se passa é que nós, os da geração dos anos 45 a 55, tivemos a possibilidade de o coleccionar, dado o início da sua publicação ter coincidido com o início da nossa vida escolar, só isso.
O Mundo de Aventuras era igualmente lido, se bem que fosse uma edição menos cuidada e, muito importante, sem o Tintin, que era publicado no suplemento que o Cavaleiro Andante trazia: O Pagem.
Com que ansiedade nós aguardávamos a saída do novo exemplar! Com que paixão se falava das histórias e que partido se tomava a favor dos nossos heróis! Agora, de publicações deste tipo, já só em museu. Mas ainda se vai lá de vez em quando buscar uma efeméride para comentar...

Cortesia do meu "com sorte"!!!!!

2 comentários:

espumante disse...

Estou ... siderado :)))
estava mesmo convencido que o Luis Euripo era do CA e não MA... mas não admira. Escrevi o comentário à Madalena, de cor e sem grandes rigores. Por isso agradeço o esclarecimento. Já quanto ao tal elitismo, era pelo menos o que EU sentia no meu círculo de amigos. O MA era o povo e o CA a elite, embora naquelas idades não soubéssemos verdadeiramente do que se tratava um e outro.
E foi imperdoável eu não ter referido o Tintin, afinal devo ao CA o fascínio que desde cedo senti pelo Hergé e que veio a culminar com o facto de ainda hoje eu ter a colecção completa, embora na versão inglesa porque a adquiri na A do Sul.
E pronto, a partir de um simples comentário tive o privilégio de ouvir um expert na matéria.
Um grande abraço para o Jorge e um beijinho para a madalena e obrigado

Já agora
De que data é o Nr 1 do cavaleiro Andante?

Madalena disse...

O CA é precisamente um dia mais velho do que eu: 5 de janeiro de 1952.
Agora está explicada a minha ignorância na matéria: eu não aprendi a ler tão cedo!!!!!!
Beijinhos e obrigada aos dois pelos post/ comentários já que isto é para mim um luxo. Até o JPP gostava de ter tido direito a este espaço cultural. lol! lol!