segunda-feira, 30 de outubro de 2006

O laço cor de rosa

Todas sabemos o significado deste laço. Este é o laço que todas as forças têm de dar para vencer o cancro da mama.
E o primeiro nó do laço é para atar o medo.
O primeiro caso que eu conheci na vida foi um caso de muita coragem e, como todos sabemos, a coragem é um tratamento altamente eficaz: foi um caso de cura.
Foi o caso de uma senhora, enfermeira de profissão e muito respeitada, em termos profissionais, bem como em termos pessoais e humanos. Eu tinha sete anos e ouvi as conversas entre o meu pai e a minha mãe, depois entre outras pessoas e o clima era de terror.
O tempo passou e a Dona Maria Gomes dos Santos continuou viva e a gozar da simpatia de todos, simpatia acrescida de uma imensa admiração, pelo exemplo e pela coragem.
"Menina de Odivelas", a hoje-cidade, então-vila dedicou-lhe uma rua: Rua Maria Gomes da Silva Santos.
O tempo de África acabou e foi em Odivelas que esta senhora viveu, não longe da Rua com o seu nome, o resto da sua vida que foi muito, muito longa.
Eu nunca esqueci aqueles dias em que a notícia corria, ameaçadora e terrível, entre os crescidos e nunca esqueci esta senhora que me ensinou, mesmo sem ela saber, o valor da coragem.
Hoje, é uma irmã de coração que me ensina essa coragem, desdobrando-se em acções de contágio, como se pode ler aqui.
E ainda há o tal "click" que pode ajudar!
E não nos esqueçamos destes dois exemplos, porque a força também se pega!

3 comentários:

IC disse...

Madalena, depois de ler o que escreveste fiquei a pensar que, mesmo que saiba o que é a coragem, não sei falar sobre ela. Mas tu sabes, por isso não acrescento nada.
Um enorme beijinho.

125_azul disse...

Já te apalpaste hoje? Temos todas que nos cuidar, grata pela lembrança. Beijinhos, feliz dia das bruxas, com muitas doçuras e travessuras para ti.

chuvamiudinha disse...

Também eu fiz ontem um post sobre esta data. Mas quem me dera ter sabido escrever como tu! Obrigado