sábado, 24 de janeiro de 2009

A mais bela estação

Pensei, sem pensar muito, que se tratava de uma estação do ano. À minha pobre cabecita, atolada de "objectivos", não ocorreu que podia tratar-se da lindíssima estação de comboios da minha cidade.
(Mais uma vez te traí, minha cidade! Eu devia ter pensado logo, devia ter-me lembrado logo de ti, cidade, que guardas a memória dos meus sonhos adolescentes, que guardas ainda a minha esperança de futuro.)
Mas, depressa varri da consciência estes inúteis remorsos que só crescem porque eu deixo, porque me fazem companhia. Depressa deixei que uma saudade mais benigna tomasse conta da memória dessa estação e percorri dentro de mim o cais imenso. É mesmo um cais de partir e de chegar.
Assomei à janela de um desses comboios não menos emblemáticos do tempo e acenei.
Um dia hei-de aí voltar, minha cidade!

5 comentários:

Gatapininha disse...

Pois é amiga, os objectivos a mim também me têm tirado horas de sono:(
Ainda não decidi se entrego ou não.
Jokas e bom fim-de-semana.
Sandra

CMP disse...

O sonho comanda a vida! : )

casa.da.ponte disse...

Como nos magoam as notícias tristes daquele País e como nos alegram as boas notícias.Achamos também nosso aquele edifício que já no nosso tempo era um orgulho.
Beijinhos Madalena e cada vez mais vou vencendo os meus medos de lá voltar e vai crescendo também uma vontade grande de o fazer! Quem sabe numa viagem em que possam vir mais cinco e mais cinco....
MDores

calamity jane disse...

Levas-me contigo? ;-))

IO disse...

´Bora lá! - sonho eu, também.

beijo,
IO