segunda-feira, 12 de outubro de 2009

O dia em que conheci Lisboa

Foi assim que eu te conheci Lisboa!
Esse Outubro recebeu-me com muito sol e com muito calor. Eu que sonhava com Invernos que nunca tinha experimentado e trazia na bagagem camisolas de lã, um fato castanho de fazenda quente, um casaco comprido e gorros que tinha tricotado, mesmo não tendo nunca sentido frio. O frio ia fazer parte dos novos capítulos da minha vida. Quem sabe, talvez chegasse um dia a usar luvas e chapéu, como as elegantes senhoras que assim se enfeitavam quando iam à Baixa! Isto era o que a minha mãe me descrevia, enlevada e vaidosa da sua cidade-berço!
Eu sabia-te de cor, Cidade!
E, de repente, ali estavas tu, Cidade, com a tua ponte e o teu rio a entrar nas minhas emoções pela janela do avião. Como diz um fado: "bordada" pela luz da manhã.
(Outubro, 12, 1970)

5 comentários:

Graça Pereira disse...

A ti, Liboa recebeu-te em Outubro e a mim, em Setembro...será que foi do mesmo ano? E aqui começaram os novos capítulos da nossa vida, como tu dizes. Vidas diferentes de lá (nunca esqueceremos) mas sempre vida.
Um beijo amigo.
Graça

Natália disse...

Madalena
Como o que se escreve aqui nos faz reviver certos bocadinhos que se passaram na nossa vida.A seguir ao 25 de Abril,veio de Moçambique uma tia do meu marido com quatro filhos,não tinham nada,foram para casa da minha sogra,mas ela coitada também tinha dificuldades,e eu levei uma filha mais ou menos da minha idade para a minha casa,o meu filho era bebe,e ela ajudava-me e ia logo de manhã buscar o pão,aí começava o desassossego,é que ela não sonhava com casacos,ODIAVA-OS,em pleno inverno tinha que brigar com ela para vestir o casaco, quantas vezes ela saia,eu ia à janela lá tinha que a chamar para se vestir,podia tremer de frio,mas casaco não era com ela,acho que nunca tinha usado.
Madalena desculpa o testamento,mas é bom recordar.

beijinhos

CMP disse...

Minha linda tricotavas gorros? A sério? E agora tb ? É q sinceramente n te imagino mesmo nadinha a tricotar gorros...é conhecer outras facetas dos amigos : )

Natália disse...

Bom Dia.
Não sei se viste,mas no fim do blog,está a família.
beijinhos

IC disse...

Eu não vim de longe para Lisboa, vim de perto, mas vim sozinha com 15 anitos, para continuar a estudar. E, excepto nas férias quando estudante, nunca mais de cá saí.
Acho que invejo o teu gosto por tricotar (já li o post acima), pois, para decepção da minha mãe, que até foi minha professora de "Lavores" (houve essa disciplina quando eu era miúda), sempre detestei trabalhos "de mãos".

Nota: Acho que terminei as minhas prolongadas férias da blogosfera)

Muitos beijinhos