quinta-feira, 13 de maio de 2010

Meia dúzia de anos

O Chora fez seis anos no dia 11 de Maio. Por muito "íntima" que seja a festa, tem de haver festa e tenho de agradecer-"lhe" a companhia que me fez, entre muitas outras coisas.
Graças ao Chora descobri raízes que julgava mortas. Afinal estavam apenas adormecidas como a Bela do conto de fadas. De repente, dei por mim a reconstruir o meu próprio passado e a fazê-lo sem mágoas. Os blogs de África traziam-me de volta a terra que eu julgava esquecida de mim. Especialmente o Mashamba e a Passada. E o desejo de voltar nunca mais "me" morreu. Filtrei a saudade e livrei-me da tristeza. A saudade passou a ser um património de afectos que têm agora o seu lugar e brilham com uma luz muito intensa. É uma saudade que me aquece o presente. Já não dói. Conheci pessoas dos mesmos lugares e em vez de perder sinto que ganhei com estas incursões às recordações da minha infância, da minha adolescência, onde nem sempre fui muito feliz, mas que, sei agora, são plataformas de mim que me sustentam e alicerçam o presente.
Às vezes penso que o retrato dos meus dias não é absolutamente fiel, pois acho que as emoções não podem fugir de nós, correr à nossa frente. É preciso deixá-las crescer, amadurecer.
A todos os que têm paciência para vir até aqui conversar comigo: obrigada!
Sobre a "meia dúzia", ocorreu-me uma outra memória que eu gostava de deixar aqui: antes de fazer seis anos, pensava que essa era a idade da libertação, da indepedência. Com seis anos eu seria crescida. Talvez pudesse até casar. (Com se pode ver o meu ideal era igual ao da Susaninha: casar, ser dona de casa e ter muito filhos!)Estava redondamente enganada e tive uma grande desilusão. Afinal continuava a ser "pequena", miúda, dependente.
Na vida real seis anos é pouco tempo. Com seis anos começa-se o caminho da escola. Com seis anos um blog está, no mínimo, "entradote".

8 comentários:

Isabel Preto disse...

Obrigada, Madalena, por tudo. Só te conheci há poucos meses, mas queria dizer-te que valeu a pena e adoro vir aqui.
BEIJINHOS E PARABÉNS!

Gatapininha disse...

Parabéns à bloguista que torna este blogue tão delicioso.
Adoro vir cá ler o que escreves.

jokas

Anónimo disse...

Parabéns e que continues a deliciar-nos com essas memórias que nos obrigam também a invocar as nossas. Eu pessoalmente tenho aprendido muito contigo, neste espaço,onde se percebe ser tudo genuíno e tão transparente...ficamos tão próximos. E das memórias que sendo tuas acabamos por sentir que também nós temos vivências que não sendo iguais têm tantas parecenças, sobretudo na vida em África. Aquele quintal que eu acho tão parecido com o meu.
E os teus olhos na actualidade, na reflexão de coisas tão importantes,que vem ao encontro das nossas dúvidas.
Beijinhos Madalena e continuacom este espaço. Ele merece...e nós também!
M.Dores

Graça Pereira disse...

Minha Querida
Quando dei vida ao meu blog, foi precisamente para que as minhas raízes africanas não secassem....
Tudo o que sou hoje o devo a um passado feliz, assente em muita ternura, amor e amizade( amizades que duram até hoje...) Não quero dizer que não tivesse tido horas escuras...mas essas, fizeram-me crescer e entender o tesouro que trazia comigo...
Há noites...em que há orvalho nos meus olhos...mas o coração não dói, pelo contrário...
Trabalho com jovens aos quais procuro transmitir toda a experiência adquirida em 33 anos... e ficam espantados com a minha alegria e juventude de coração ( já que a física...não perdoa...) E eu só posso dar...porque recebi muito.
Há alguna amigos meus que não gostam de falar muito na vida de lá e até me "acusam" que vivo no passado...Como se enganam! Eu tenho a certeza que sou mais livre do que eles que remoem as lembranças em surdina e no silêncio como uma chaga que não cura porque está fechada...não é arejada e é capaz de gangrenar...
Quando perdi o meu marido...fiz o luto, falando, falando sempre dele, até esgotar todas as perguntas e dúvidas...
Construímos o futuro no presente mas, com as vivências do passado.
Ainda bem que a saudade passou a ser para ti um património de afectos... Acho que estamos de acordo...
Beijos e bom fds
Graça

O Baú do Xekim disse...

Olá Madalena.

Feliz fim de semana pra si e família.

Beijinhos.

Natália disse...

Parabéns Madalena
Que continues por muitos e muitos anos aqui a deliciar-nos com as tuas mensagens.
Beijinhos e um bom domingo.

AEnima disse...

Nao esta entradote nada... esta tambem a florescer e a mudar! O meu tem perto disso e ja nao e' o que era, mas tambem nao ha de morrer.

Gosto muito de te ler. Trazes-me muita paz, muita sobriedade de perspectiva. E gostei muito de te ter conhecido ao vivo tambem, entre xixas e bebidas. Foi pouco mas bom e quem sabe um dia nos reunimos todos outra vez?

Beijinhos

IO disse...

Minha querida miúda crescida, Parabéns e obrigada por tudo o que estes 6 anos de chora me têm dado!!
IO