domingo, 2 de maio de 2010

O Segundo Dia da Mãe: o meu

Como diz o Mia Couto, "Um filho afinal é quem dá à luz a mãe."
Obrigada, Filhos!
Quando soube que vinham a caminho, desejei que fossem sempre os mais belos, os mais inteligentes e os mais saudáveis. Mas, à medida que foram crescendo, que a vida foi andando, ou melhor, correndo (e eu a correr atrás dela!), fui entendendo que esse desejo se transforma num outro: no desejo de saber que são felizes.
Nada de especial, portanto. Todas as mães são assim. Todos os dias.

8 comentários:

Sara Gomes disse...

Feliz dia da Mãe, Madalena.
Mil beijinhos e que eles sejam felizes, como sonhas.

Sara Gomes disse...

Sou filha da Isabel Preto.
Beijinhos de nós as duas.

Geninha disse...

Madalena desejo-te um dia muito Feliz, beijinhos

Lina Querubim disse...

Um dia muitoooooooooo feliz!!!
Beijinhos

Gatapininha disse...

Oi Madalena
Espero que o teu dia tenha sido tão divertido como o meu:)

jokas e boa semana

Graça Pereira disse...

E não é que é verdade???
Beijocas de outra...mãe!
Graça

Janine disse...

"fui entendendo que esse desejo se transforma num outro: no desejo de saber que são felizes.
Nada de especial, portanto. Todas as mães são assim. Todos os dias."
Que lindo, Madalena! Um beijinho enorme de uma (ainda) só filha... ;)
Mas com uma vontade enorme de sentir O Verdadeiro amor, O Amor dos amores, O incondicional, O Arrebatador, O Único...amor de mãe! (mas acho que ainda vou ter de esperar mais um pouco... ;))
Um beijinho doce.

CMP disse...

Nem odas querida formiguinha. E isso é mt. triste. Como é possivel?