terça-feira, 24 de janeiro de 2012

TSF, hora e cinquenta e oito...

... menos uma hora nos Açores! E segue-se uma rajada de notícias. Umas boas, outras nem tanto. Outras ainda, nem notícias deviam ser. Mas a rádio da minha eleição para despertar inventa-as, porque assim tem de ser. Não se pode saltar um noticiário. Depois, entra o separador do tempo: o país inteiro, Madeira e Açores, com previsões e temperaturas "atualizadas há minutos". Tudo em menos de um minuto. Chega a hora certa e segue-se o desenvolvimento da notícia, ou não-notícia, do dia, ou melhor, da noite, que àquela hora o dia é ainda uma criança. ( Costuma dizer-se isto da noite, não é? Pois o dia não lhe pode ficar atrás.)
Hoje, a notícia forte foi o trabalho de investigação sobre postais ilustrados e a comparação com o que fazemos, agora, com a ferramenta dos blogues.
Ouvi com atenção. Gostei. Concordei.
Senti saudades dos postais que, por me afirmar colecionadora, recebia de todos os que viajavam. (Passou-me a febre da coleção mas ficaram muitos postais numa caixa que eu nem sei onde está. )
Mas tinha uns, cá fora, à mão, que já serviram para este blogue. Peguei-lhes com a intenção de fazer uma pequena homenagem aos postais ilustrados. Apenas isso. No entanto, para além dos meus lugares distantes que nao revisitarei, encontrei as "pessoas", as minhas pessoas desses tempos e desses lugares. Vieram ter comigo hoje, sabe-se lá porquê. E o carinho e a ternura que sentiam por mim está nestes postais.
Como era. (L.M. 15/3/71…) Como é.
O tempo não passou por aqui...
Montijo, 24 de janeiro de 2012. Querida Rosa, queria tanto poder responder-te agora! De qualquer maneira: obrigada pelo postal. Adoro o “pôr-do-sol”! Tu lá sabias. No próximo fim de semana, vou procurar os outros postais que me mandaste, aqueles que compraste no velhote da Massano de Amorim, ao lado da Cooperativa!

3 comentários:

Graça Pereira disse...

Mais outra afinidade entre nós: também fazia colecção de postais...aos montes! Álbuns e álbuns cheios! Contudo, continuo a fazer colecção ( não será bem este o termo...) de postais de natal e do meu aniversário. Comecei ainda não tinha 16 anos...e trouxe comigo uma carrada de volumes e aqui, continuei com cerca já de 40 álbuns.
Há alguns postais que já não se fazem e até estarão fora de moda mas...são deliciosos, verdadeiras peças de arte. Através deles, olho amigos que já não caminham comigo mas que me trazem recordações muito felizes.
Beijo
Graça

Cinda disse...

É tão bom ler os teus textos Madalena.
Beijinhos grandes.

Madalena disse...

Obrigada, Graça e Cinda. rainhas das palavras, é muito bom ler a vossa amizade e o vosso carinho! Beijinhos