quinta-feira, 21 de julho de 2005

Gostar de gostar?

Gostava

Gostava de gostar de gostar.
Um momento... Dá-me de ali um cigarro,
Do maço em cima da mesa de cabeceira.
Continua... Dizias
Que no desenvolvimento da metafisica
De Kant a Hegel
Alguma coisa se perdeu.
Concordo em absoluto.
Estive realmente a ouvir.
Nondum amabam et amare amabam (Santo Agostinho).
Que coisa curiosa estas associações de idéias!
Estou fatigado de estar pensando em sentir outra coisa.
Obrigado. Deixa-me acender. Continua. Hegel...
Álvaro de Campos

Às vezes os poetas também saem da sua poesia para nos dizerem qualquer coisa que vai ou não ao encontro do que já dissemos e pensámos.
E nós a crermos na originalidade do nosso pensamento!

1 comentário:

Incompetente disse...

Madalena,

O Álvaro que me perdoe, mas prefiro o teu "Gostar de gostar" ao "Gostava" dele.
Honestamente!

Beijos... poéticos!