quarta-feira, 21 de setembro de 2005

Are you Santa?

A 21 de Setembro de 1897, o New York Sun publicava, no "Editorial", uma resposta a uma menina de oito anos...
A menina chamava-se Virginia e escrevera a seguinte cartinha:
"Dear Editor:
I am 8 years old.
Some of my friends say there is no Santa Claus.
Papa says "If you see it in The Sun it's so."
Please, tell me the truth, is there a Santa Claus?
Virginia O'Hanlon
115 West 95th Street"
A resposta começava assim:
"Virgina, os teus amigos estão errados. Foram afectados pelo cepticismo da idade céptica. Só acreditam no que vêem."
E continuava, afirmando que o Pai Natal existe, tal como existe o amor, ou a generosidade... E, qual precursor do pensamento de Saint Exupéry, acrescentava que as coisas mais reais são aquelas que nem os pequenos nem os grandes conseguem ver!
Eu já acreditava no Pai Natal!
Nós cá em casa já tínhamos o nosso próprio Pai Natal, nascido cinquenta anos depois desta linda confirmação da sua existência.
São indícios fortes: as barbas brancas, a barriguita, a generosidade...
(O fato é que é mais para os tons de verde!!!)

Parabéns, Jorge!

5 comentários:

Teresa disse...

Acho que sim, estas 24h são dele. Parabéns ao Jorge e deixa lá o fato não ser verde. Interessa o que vai lá dentro. Saúde, dinheiro e paz, o esto a gente corre atrás (como dizem os brasileiros).

Anónimo disse...

E eu que estive para não vir hoje cuscar!MUITOS PARABÉNS ao teu Jorge,e até está duplamente de parabéns.Não,não é pelo verdinho,que esse bem lhe podia ter dado uma prenda antecipada,é por outra razão que ele sabe.
Beijinhos para os dois e gozem bem o dia!
ana

Pitucha disse...

Parabéns, apesar de atrasados...
Beijos

Jorge disse...

Já ontem quis comentar mas esrta geringonça estava off. Hoje já poderei dizer qualquer coisa. Em primeiro lugar agradecer a referência à minha existência neste cyberespaço (embora não seja a primeira vez9, em segundo lugar espantar-me por ser comparado ao Pai natal aqui em casa e, em terceiro lugar informar a autora e os leitores que não saibam, que o Pai Natal da verdadeira história da mitologia escandinava vestia mesmo de VERDE e que, só a Coca-Cola com um golpe publicitário de génio, lhe conseguiu mudar as cores.

josé disse...

Madalena:

Nem conheço o Jorge, mas conheço-a a si.
Raras vezes qui venho, não sendo por desconsideração, mas apenas por distracção e por isso aproveito a ocasião para deixar cumprimentos atrasados ( muito) ao Jorge.

Vocês tiveram a sorte de um enquadramento inicial.
Eu, infelizmente, não tive.
Mas estou a tentar agora.

Parabéns a ambos.

JMF, alias joe dalton, alias josé.