quarta-feira, 14 de setembro de 2005

Parece-me...

... que abriu a época do combate aos professores!
Basta ouvir os diversos programas de televisão em que os ouvintes/telespectadores podem participar, para confirmar esta ideia.
Os nossos alunos não têm sucesso escolar porque têm maus professores, "pessoas que vão para o ensino para resolver a sua situação económica",como ouvi hoje na RTPN;
(Não sei como expressar a minha indignação!)porque os professores não têm formação; não têm brio e faltam muito, até com atestados médicos.

Isto tudo foi dito, na presença do ex- Ministro da Educação, David Justino, que, diga-se em abono da verdade, tentou salvar a honra de uma classe a que ele próprio pertence.
O que as pessoas em geral se esquecem é que quando falamos em insucesso escolar e níveis de conhecimentos baixos, não estamos a falar dos meus filhos ou dos filhos de pessoas que podem, como eu, dar aos filhos essa fatia cultural da educação, porque também já lhes deram o resto que faz falta a todo o ser humano: a comidinha e o casaco para tapar o frio. O que de um modo geral é esquecido é que as nossas escolas têm uma população feita de todos os níveis sociais económicos e culturais e aqueles que normalmente contam para estas taxas de insucesso são meninos com carências a muitos níveis, com famílias muitas vezes também a precisar de muita ajuda.
Eles não sabem, nem sonham, o que é frio, calor ou fome e outras tristezas que todos trazemos de casas onde todos ralham e ninguém tem razão.
Eles não sabem, nem sonham, que os professores também são feitos da mesma carne e do mesmo osso que eles e que também têm direito a serem tratados com respeito por todos os que ficam aquém do portão, a ver os seus filhos aprender a viver com os outros, a conviver com a diferença e a aprender também o respeito para além das fracções e dos verbos.
Abriu a época de combate ao professor? Esperemos que não! Esperemos que isto seja só uma má impressão que me ficou destes programas da televisão!

Imagem daqui

9 comentários:

Teresa disse...

Madalena, infelizmente acho que abriu a época da caça aos professores. Já nem ligo, se fossemos tão maus, ninguém nos ligava. Como diz Dale Carnegie, "a uma cão morto ninguém atira pedras".Somos péssimos em tudo, mas querem-nos à viva força para guardar as crianças que eles não foram capazes de guardar. Esqueceram que a educação começa em casa e o que é que fizeram até hoje pelas famílias das crianças que nós "guardamos". Nada. A parte oculta da escola não foi cuidada em devido tempo e agora é o que se vê. Não quiseram o sucesso educativo? O resultado foi brilhante. E o embróglio em que a escola se encontra não vai dar bom resultado. Continuamos a remendar, a tapar buracos ou a construir de cima para baixo e...vou-me calar que é melhor. Tocaste-me no ponto que me dói. Uma coisa é certa, quando durmo tenho a consciência tranquilíssima, e eles não sei, mas duvido!!!!!!

t-shelf disse...

Eu ultimamente prefiro nem ver programas sobre nada que tenha a ver com educação para não me enervar seriamente. Os professores têm umas costas muito largas e as pessoas gostam de lembrar-nos isso todos os dias com requintes de malvadez bjs madalena

Butterfly disse...

Madalena o que será mais fácil? Culpar toda uma classe profissional ou refazer um sistema, ou partes dele, dando assim oportunidades melhores a todos? Beijinhos

Incompetente disse...

BRAVO, MADALENA!
Aplaudo de pé.
Esses néscios e ignorantes(para não lhes chamar algo mais depreciativo) não sabem o que dizem, nem do que falam. Tal como muito boa gente nas altas esferas da Educação, não estão a par da realidade do ensino actual, do que é ser professor, do que é dar uma aula... Em suma, não sabem da missa metade.
INCOMPETENTES!!!
Não! Não abriu a caça ao professor, essa já está aberta há muito tempo!
O problema é que, para cúmulo, nós somo uma desgraça de classe...


Beijos angustiados e apressados!

IO disse...

Madalena, e os programas de televisão, a mim, é que me causam má impressão!! - tu não lhes ligues!! - pronto, amanhã volto para saber se estás mais estimada. Beijo!

C.S.A. disse...

Ora, a Chuinga é que disse como era. Madalena, não desanimes. É preciso caçar uma bruxa diferente por dia/mês. Faz parte do «jogo». Fome? Sede? Isso é alguma coisa que se compre no supermercado? É assim que eles «desraciocinam», que se lhe há-de fazer?
Espero que tenhas dormido melhor com aquele céu de 4 astros.
Bjo.

Anónimo disse...

Eis o testemunho duma cidadã que não pertence à heroica classe dos professores:
Eu e os meus dois filhos,fizémos toda a nossa formacão no ensino público:primária,secundária e superior.Só tenho a dizer-Bem Hajam professores deste país!É óbvio que toda a regra tem excepções,mas isso passa-se em todas as profissões.Aproveito para prestar a minha homenagem aos professores duma pequena cidade alentejana-Elvas-onde os meus filhos fizeram a escola primária e secundária e cuja dedicação e ensinamentos lhes abriu a porta para o futuro.
A "culpa" não é dos profs,mas dos factores que referiste e bem.
beijinhos
ana

Emilia disse...

Olá Madalena:
Ainda bem que há quem diga bem de nós, como no comentário anterior.
Pelo menos assim podemos continuar a acreditar naquilo que fazemos.
Um grande abraço,
Emília.

C.S.A. disse...

Madalena, dá um salto ao blogue Almocreve das Petas e lê, se ainda não leste o «post» Ministério da Educação.
Bjo