segunda-feira, 12 de junho de 2006

Memória da Humanidade


Mantenho os meus ideais, porque apesar de tudo ainda acredito que as pessoas têm realmente bom coração, disse Ann Frank.
Ann Frank nasceu a 12 de Junho de 1929. Aos treze anos, a doze de Junho também foi-lhe oferecido um diário. Na verdade era um livrinho de autógrafos que Ann decidiu transformar em diário. Aí registou a Memória de um Tempo que a Humanidade não pode esquecer.
Que lição! Apesar de tudo, a pequenina Ann ainda acreditava em bons corações!

6 comentários:

dakidali disse...

Um belo diário que muita gente devia ler.
Beijinhos

Bajoulo disse...

“Seguindo o mesmo princípio que guiou a astuta Ministra da Educação ao querer dar poder aos pais para avaliar os professores, eu exijo, como automobilista, poder avaliar, para efeitos de progressão nas carreiras, os elementos das brigadas de trânsito. Assim, baixaria de imediato a alta taxa de infracções detectadas”.

Ratinho Blanco, auto-mobilizado Paço Arquiano

www.riapa.pt.to

papoilasaltitante disse...

É sempre bom lembrá-la!!! E ela acreditou até ao fim!
Bjs

amigona disse...

Sim, uma bela lembrança...

Pitucha disse...

Nem sempre é facil, mas ha que continuar a acreditar.
Beijos

Laura Lara disse...

Ainda hoje não entendo como foi possível.
Não entendo, mas não esqueço.
Beijinhos tristes