terça-feira, 12 de dezembro de 2006

(...)

arte da espera
Saber esperar é uma grande virtude, diziam os mais antigos!
Saber esperar é um ensinamento que falta na educação dos mais novos. Os tempos de espera são cada vez mais imperceptíveis e, pelo contrário, o culto do "já", do instantâneo impõe-se em quase todos os aspectos dos nossos dias.
Lamentavelmente, penso eu, muitas vezes, já que não me posso excluir dos responsáveis pela vitória do "já" nas nossas vidas.
Presumo não se tratar de um sintoma simples de nostalgia em estado avançado constatar que a espera nos tempera comportamentos, nos modela o pensamento.
Por isso, talvez, dou por mim cada vez mais deslumbrada com a imagem dos pescador de pesca à linha. Deve ser o verdadeiro execício para ginasticar e robustecer a paciência.
Um dia, vou aprender a pescar!
Sentemo-nos. Trouxe duas cadeiras. Deslumbremo-nos com a água e com a manhã!

3 comentários:

casadaponte disse...

Olá Madalena!
Vou aceitar o convite e vou-me sentar também, nessa espera... e vou esquecer o frio que já faz (este fim-de-semana já houve neve na Serra da Cabreira).
Que bem que aqui se está!
O cenário escolhido é perfeito.
Beijinhos
M.Dores

Laura Lara disse...

Pesquemos e delumbremo-nos com a paz e a beleza.
Beijinhos

t-shelf disse...

Também penso sempre na paciência infinda que eu não teria para estar à espera que o peixe morda o isco... É mesmo admirável nos dias que correm...bjs