segunda-feira, 24 de março de 2008

Porque é que tens um blog?

Porque é que tens um blog?, pergunta-me a Laura.
Se queres que te diga das verdadeiras razões, vais ter de me desculpar algum esquecimento que o tempo poisou sobre a minha memória, pois nestes três anos, quase quatro de Chora que Logo Bebes aconteceu tanto na minha vida, que as razões primeiras se entrelaçam em razões adquiridas e não conseguirei enumerar todas, sem perder um pouco o fio à meada.
Começa tudo num site chamado Pastilhas, criado pela imaginação avassaladoramente milionária do MEC. A metáfora básica era a de um consultório médico e a vida do site desenvolvia-se à imagem da vida de um consultório médico. Com Urgências. Mas este Serviço Nacional de saúde acabou por acabar, como tudo na vida, não tanto por ser bom, mas mais por ser isso mesmo: cheio de vida.
Era tão difícil ter um espaço na net, que o patrocinador primeiro acabou por obrigar os "doentes" a pagar uma taxa moderadora. Já se viu proceder ao pagamento de uma taxa moderadora, com alegria? Eu já vi!
Mas as coisas nem com taxa moderadora se resolveram e o consultório deixou de ter o Doutor, às terças-feiras. Depois deixou de ter Doutor e passou a regime de voluntariado. E foi acabando.
Mas à medida que acabava, nascia a Blogosfera e os pacientes com mais talento e mais assunto, abriam os seus espaços próprios e interagiam assim, não abandonado contudo o espaço Pastilhas, onde deixavam cópia dos melhores achados da Blogosfera, a que chamavam pérolas e bem.
Mantive-me espectadora durante muito tempo. Não que não tivesse vontade de participar! Mas temia envolver-me em polémicas inúteis que me desgastariam até à alma, porque, de algum modo me conheço e (confesso!) não sei aguentar uma polémica, sobretudo na vida virtual, por muita razão que sinta. Sou muito "má" nisso.(Fica o aviso!)
O tempo foi passando.
Quase todos os Pastilhas tinham o seu blog. Comecei a aventurar-me em casas alheias e o gosto pela Blogologia foi aumentando. Até que um "sobrinho" (Eu era a Super-Tia!) se prontificou a ajudar-me a construir um blog, com a minha identidade verdadeira e completamente "de verdade".
Obrigada, Pedro! Não sei se já te restabeleceste da "febre de sábado à noite" de Faro? Um beijinho para ti e para as tuas princesas. Obrigada, Eduardo, Titas, Zazie, Papoilinda, Charlotte, Renata e Renata Tangerina,JMF, Tito Casquinha...
É por isso que eu tenho um blog: para estar por aqui, com boas companhias!
Disse, Laurinha?

3 comentários:

125_azul disse...

Disseste, muito bem dito, a Laura que perdoe meter-me a meio da vossa conversa!
Beijinhos, semana feliz

Laura Lara disse...

Disseste muito bem dito, como já disse a Azulita. E digo mesmo mais: disseste genialmente bem dito.
Obrigada, Madalena.
Beijinhos

JPT disse...

bem explicado - eu nunca apanhei o Pastilhas, cheguei depois