sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Toca a limpar!


Há "graffitis" e "graffitis". Alguns parecem ter evidente intenção artística. Outros só existem para sujar. Arte ou Não-Arte, o "graffiti" é sempre uma irreverência e funciona, ou seja, atrai invariavelmente a atenção de quem passa.
O problema é que há paredes que não aguentam mais marcas, mais gritos. É preciso devolver a alguns muros esse espaço do grito.
Agora é no Bairro Alto, por ordem de um conjunto de entidades.
Quem for apanhado a "graffitar", tratando-se de um "crime" diferente, dificilmente catalogável, também a sanção deve ser também uma sanção diferente, no caso de o infractor ser levado a tribunal. Um serviço comunitário, é o exemplo dado na notícia.
Pode nem servir de nada, mas vale a pena tentar!
Fotografia-Elevador do Lavra,124 anos de idade, na Rua de São José, Lisboa, a Linda!

2 comentários:

Laura Lara disse...

Até o meu automóvel está todo "grafitdo"... Queres uma foto?

Então não estou convidada para "falar com ela"?

Bom fim-de-semana e muitos beijinhos

calamity jane disse...

Sou a favor do serviço comunitário... Embora seja depois difícil discernir o que é arte do cagaréu puro e simples. Quanto a chamar graffitti crime, mesmo os mais feios... enfim, sem palavras...