terça-feira, 5 de abril de 2011

Já é Abril outra vez!

Para o meu filho Diogo que me "abriu" um Abril, dando-me, para a vida, a condição de Mãe! 1 de Abril de 1975!O mundo que o recebeu sabia o sabor dos cravos, mesmo daqueles que nasciam na boca das baionetas!
Era o tempo dos minis que eram tão giros que até se dizia:"É tão giro ter um mini!".
Era o tempo dos casacos aos quadrados, adequadamente desenquadrados de todas as indumentárias preconceituadamente masculinas.
Era a moda das barbas e dos bigodes, que cresciam livremente ao som das cantigas revolucionárias, desafiando todos os bons gostos impostos por outras modas.
Era o tempo do desejo de acreditar que a vida é um bem justamente distribuído e que todos temos direitos.
Quando tu nasceste, Diogo, proclamávamos a liberdade, com a força da razão que os nossos vinte e tais anos de idade nos gritavam cá dentro!
Quando tu nasceste, Diogo, estávamos a aprender a dar os primeiros passos na democracia. Nesse teu primeiro Abril, votámos, depois de uma espera demorada em longas filas.
Mas o melhor desse Abril foste tu, meu filho! O melhor de todos os "Abris" és tu.
Parabéns, Diogo!
Já é Abril, outra vez!

6 comentários:

Guida Palhota disse...

Madalena,
Eu sei que a esperança desses tempos está agora moribunda, mas, sempre que volta Abril, podemos agarrar-nos a ela e inventar que viajámos no tempo, que fomos revisitar períodos de chama na nossa vida, ou, então, que avançámos tanto, mas tanto, que experimentamos o sabor de um futuro de igualdade e de harmonia. Só por ser Abril. Ou, pelo menos, por ser Abril.
Um beijo para a mãe do Diogo

IsaLenca disse...

Parabéns para o filhote e a para a mãe.
Para ti e maridão foi realmente um abril marcante....até ao resto das vossas vidas!

Que venham muitos mais abris. E que de preferência mais solarengos que os atuais.

Bjs

Nela disse...

Este teu post (pessimamente escrito, como sempre...) fez-me lembrar um filme que me marcou muito: "Jonas, que terá 25 anos no ano 2000". Alguém viu???
Tal como o teu filho, Jonas nasceu em 1975!
E tal como em Jonas, havia muita esperança nesse tempo. Muito ideal, muita vontade. Era tudo possível! Afinal, não era... Ou, pelo menos, não foi...
Mas o Diogo fez 25 anos no ano 2000, fará 50 no ano 2025 e 75 no ano 2050. E essa esperança ninguém a rouba.

Parabéns!

Janine disse...

Olá doce Madalena...
Mais um texto lindo de uma mãe maravilhosa, uma mãe de Abril! ;) Beijinho

Graça Pereira disse...

Madalena
Abril é sempre Abril! E as "gentes" de Abril...são outra coisa!
Tenho a certeza que o Diogo é um bom filho e um maravilhoso cidadão!
Parabens por teres um filho de Abril e um beijo especial o Diogo!
Graça

Filoxera disse...

Deixas-me emocionada com este post, nostálgico e belo.
Obrigada pelas palavras no EQ :-)
Também eu voltarei sempre.