sábado, 4 de junho de 2011

Dia dos Anos

Tínhamos conversas leves sobre coisas sérias... Tínhamos conversas leves sobre coisas leves... Tínhamos conversas sérias sobre coisas sérias. E foi assim ao longo da Vida, da Vida em que coincidiram o teu tempo e o meu tempo. E a conversa foi talvez a principal ferramenta da minha educação. Cresci nessas conversas. Sentia-me muito importante para ti. Quando tu tinhas "razão" ou quando eu tinha "razão", quando eu também já esgrimia contigo os argumentos da vida vivida. Obrigada, papá, por me teres feito sentir "uma pessoa muito importante" para ti.
Pai e filha, como qualquer pai e qualquer filho! "For you will still be here tomorrow, but your dreams may not."
Também falámos sobre sonhos e projectos e também me disseste que "não deixasse para amanhã o sonho do dia de hoje".
Hoje seria o dia "mais" da conversa. Gostavas de ser o centro das atenções, sobretudo no dia dos teus anos. Sonhavas com prendas como os miúdos pequenos!Tinhas esse direito, sobretudo nesse dia especial!

5 comentários:

anna disse...

Que bonita homenagem!! Beijinho doce para ti!

Graça Pereira disse...

Dia de anos do Pai...Como esquecer? E as "conversas" continuam sempre e será sempre assim até ao fim ( ou até ao princípio!!)
Beijo carinhoso
Graça

Guida Palhota disse...

Ah, o nosso pai!...
Também sentes que o pai das meninas é o seu ídolo?
Eu sempre precisei da opinião do meu e da sua aprovação. Sempre confiei na sua sabedoria de pai e acreditei que o que ele me aconselhava era o melhor para mim. E ainda quero que assim continuemos por muito tempo...
O pai das meninas é a sua grande referência. Observo e analiso isso agora, apreciando a relação que a minha filha mantém com o pai.
Ah, o pai das meninas!...

BEIJO GRANDE

Janine disse...

Um beijinho, querida Madalena!
Um texto lindo e cheio de emoções...
Beijinhos!!!

Filoxera disse...

Comovente, esta homenagem, Madalena.
Linda!
Beijinhos.