sexta-feira, 5 de agosto de 2005

Goodbye Marilyn

Alguns anos mais tarde, o dia cinco de de Agosto ficaria também marcado pela morte, talvez esperada, talvez não, talvez desejada, talvez não, da mulher que poderia ter-se chamado Desejo: Marilyn Monroe.
Elton John imortalizou na música o seu fascínio.

3 comentários:

Armando S. Sousa disse...

Não consigo ouvir a música, mas também não tem muita importância, pois conheço muito bem.
Goodbye Norman Jean.
Um abraço e bom fim de semana.

Anónimo disse...

Recordaste-me tudo o que fiquei a saber sobre ela,depois de ler o teu livro.Aproveito para te comunicar solenemente que espero por mais...
um grande beijinho
ana

C.S.A. disse...

Madalena, um beijinho para ti, ilustre historiadora.
Queria deixar-te aqui uma mensagem, a criação de uma corrente contra o estado de alarvidade relativamente aos incêndios, uma corrente mágica contra o fogo uivante das grandes feras, como «cantei» no meu último post. Vê, p.f., depois diz alguma coisa. Obrigado.